O primeiro post quase sempre é o mais complexo e o mais difícil de elaborar. Por essa razão, e por uma questão de abordagem filosófica, dividirei esse post em algumas partes, isso é, uma parte contendo uma introdução a pergunta filosófica "O que é filosofia?"  Na segunda parte, uma  abordagem um pouco mais criteriosa e acadêmica, do qual as críticas serão bem-vindas. Por último, uma parte relacionando conceitos de alguns filósofos e alguns videos...

Logo de imediato, ao entrar no blog vem-se à pergunta "O que é filosofia?", por que "Espanto caótico?", arte e economia também ? o que existe na relação ?  Uma série de perguntas podem ser elaboradas pela mente do leitor, e viso que isso  é relativamente bom, por que ? Acredito que um começo  para se entender a filosofia surge na própria dúvida perante à própria pergunta "O que é a filosofia?". Antes de me atrelar a dar uma elaboração a pergunta e a resposta, gosto de correlacionar com um filósofo.


Uma frase bastante interessante de um filósofo, Thoreau, é: "Mais que amor, dinheiro e fama, dai-me a verdade". O filósofo transcendentalista conseguiu expressar em apenas uma sentença o que em  parte a filosofia procura, isso é, a verdade. Mas o que é verdade ? Aí está um dos temas que irei escrever futuramente, e que possivelmente será equivocado.


Uma frase também interessante de Sócrates que cabe muito bem  a resposta da pergunta "O que é filosofia?" é: "Teodoro, meu caro, parece que não julgou mal tua natureza. É absolutamente de um filósofo esse sentimento: espantar-se. A filosofia não tem outra origem..." À partir desse ponto, podemos mais ou menos ir caminhando em direção do que é a filosofia, e em primeiro momento, o leitor mais atento, poderá perceber que o nome do blog tem um tom  "intra" filosófico.


"O conceito é essência"-Hegel. 


Em um primeiro momento analisaremos a  palavra filosofia. A palavra surge do grego,  (Philos= amigo e Sophia= sabedoria) e em sentido menos formal, o filósofo seria o sábio, aquele amigo da sabedoria. Seria uma arte a filosofia ? ou seria uma ciência? O que diabos seria a então a filosofia ? Atente para  a dialética que usarei aqui, de modo a firmar um tratado.


Suponha que numa sala de aula, contenha uma série de 40 alunos,isso é: 10 físicos, 10 químicos, 10 filósofos e 10 matemáticos.  Se perguntarmos para cada grupo de respectiva matéria o que significa: Física, Química, Filosofia e matemática, teríamos uma resposta mais ou menos semelhante em física, uma resposta abstrata, porém exata de matemática e química, mas para os 10 filósofos, teríamos talvez, mais de 10 conceitos para o que é a filosofia. Considere agora que dentre desses 10 filósofos, um seja Nietzsche, outro Marx, Heidegger, Sartre, Husserl, Platão, Sócrates, Hegel, Descartes, Kant, e por final você esteja lá como ouvinte. Perguntamos a esses dez "alunos": "O que é filosofia?" veríamos provavelmente uma grande discussão na sala, cada um abordando uma resposta diferenciada, cada uma atribuindo possivelmente suas influências, e cada um deles apresentando suas filosofias, isso é, seria a vontade de poder de um lado, a dialética do outro, a fenomenologia no canto, na vertical a violência do racionalismo, o existencialismo perante à tudo e por final uma dança mítica nada agradável.  O que isso quer dizer? A pergunta "O que é filosofia?" recorre tanto no setor gramático, como no setor histórico, tanto no setor filosófico, como na história e como universal, talvez não tenhamos um conceito fixo, mas sim uma conceito dialético do que é a filosofia.


A pergunta "O que é filosofia?" já é uma introdução a filosofia, isso é, a pergunta da pergunta, o que é que é  a  filosofia ?  já é uma introdução. Salvo, alguns paradoxos, vamos aprofundar mais.


Subentende que entendemos  a  pergunta "O que é a filosofia" e entendemos, à grosso modo, o conceito de filosofia, isso é, sinteticamente, um amor ao saber, o prazer ao conhecimento. Mas então a filosofia é só o amor ao saber? Não e sim. Existe um conceito para definir o que é? a filosofia ? Veremos na próxima parte, um conceito um pouco mais acadêmico, um conceito retirado de alguns livros e sintetizado,mas por ora, vamos a um esboço do que seja a então clamada filosofia.


Filosofia não é algo físico, mas é algo que observa o físico e que analisa o físico, que critica e faz do uso da razão o entendimento do físico e o não físico. Faz o uso da sensibilidade para a percepção e para depois a concepção. Vejo que a filosofia seria uma raiz ao conhecimento, ao saber, ao prazer do conhecimento, seria o ato de pensar de forma não comum, de forma não banal, de desbanalizar o banal (como diria o filósofo brasileiro Ghiraldelli). A filosofia é além de um amor a sabedoria,  é um espanto a esse mundo caótico, esse espanto que nos faz duvidar das coisas comuns, nos faz perguntar "Por que", nos faz perguntar " O que é isso, o que é aquilo? "como surgiu isso?". A filosofia também é uma série de conceitos, de jogos de palavras, de perguntas e de respostas, de auto-conhecimento,  de dialética, de metafísica, de lógica, estética. Acredito que seja de tudo um pouco , visando a verdade, o conhecimento,  a solução ou a crítica, ou tudo. 
A filosofia é vida e morte.


A síntese da introdução seria: A filosofia é a primeira sabedoria, aquele saber de todas as causas, saber do fundamento, do principio, das primeiras causas. "Saber pelo saber". O Saber filosófico é um saber crítico.


Encerro a primeira parte do trato " O que é filosofia?". Não me contarei a não criticar o meu próprio texto abordado acima, mas ressalvo que é uma introdução e que o leitor mais aprofundado saiba utilizar-se do bom senso para fazer uma crítica. 


Por final, peço aos filósofos que escrevem uma pequena resenha caso não concordarem com o que eu escrevi, ou caso queiram acrescentar algo. 


Ogata Ogara


Um pouco de humor:


:



About this blog

Blog formado por estudantes abordando temas culturais como cinema, filosofia, música, tecnologia, arte, etc.

Labels

Que tipo de posts mais te interessa ?

Que tipo de filme você mais gosta ?

Search

Blog archive

Google+ Badge

Popular Posts

Ocorreu um erro neste gadget

Blog Archive