Como já seria ante visto pelo barbudinho, também refutado ou confirmado por alguns teóricos do capitalismo, é característico do nosso sistema vigente a presença do capital fictício, que não é real, ou não condizente com o real (leia-se lado produtivo).

Este capital que aparentemente rende juros simplesmente do nada (daí a famosa metáfora marxiana da propriedade das pereiras) tem uma função a cobrir no sistema capitalista, que é de extrema importância para o desenvolvimento e/ou extinção desse sistema. (Nem vou chegar nesse mérito da questão...)

Vindo do pólo extremamente oposto da questão, o fotógrafo alemão Michael Najjar,  teve um belo insight artístico em uma expedição que fez. No ano de 2009 encarou o difícil desafio de escalar o Aconcágua, montanha mais alta do mundo fora do Himalaia, que se localiza na Argentina. Enquanto estava lá, sentiu os riscos e abismos que encontrava neste ponto inóspito da natureza. Esta propriedade das montanhas fascina e já fascinou muitos homens, artistas ou não.

Todavia, o fotógrafo Micheal Najjar relaciona os perigos, riscos, abismos e cataclismo das montanhas com as movimentações e os riscos dos maiores índices do mercado financeiro criando assim uma enigmática e bela relação entre a plenitude da natureza e o virtual dos mercados financeiros, dominados pelo mundo da informação e da computação. Esta junção entre o real e o virtual se mostrou de uma sensibilidade que a tempos eu não me deparava.

Usando os índices datados desde a década de 80 ( em alguns casos) o resultado é impressionante. Vale a pena visitar o site do artista que, alem dessa exposição, profere uma ótima experiencia de navegação futurística!

Aqui temos o Índice Bovespa ao longo da década de 80 até hoje
Índice Nasdaq, também no mesmo período


Uma das imagens mais impressionante é esta, chamada  lehman_92-08
Mostra o desenvolvimento do preço das ações do Lehman Brothers
desde 1992 até sua falência em  setembro de 2008
























Além disso, deem uma olhada na entrevista que ele deu para o INET falando sobre o trabalho dele e mostrando a imagem do índice Dow Jones, que eu não coloquei no post, é animal!
O site dele é esse ó: http://www.michaelnajjar.com/ ( baita experiencia navegar nele viu!)

Viva ao folk épico, com bons instrumentos e harmonia. Ótima melodia pra começar uma semana.



O grito silencioso da derrota.Triste.Bruto.Poderoso.Infeliz.Um momento único,sem duvida!O olhar passa a ser pesado,não mais deleitoso.A presença passa a ser um pesar em meio aquele dia belo.A mente te lembra do acontecido,mas seu interior diz NÃO!É o que eu quero! A quero !!AGORA!
Uma pena ter a vida contra seus desejos. Ou não. Como diria Cartola: é rir para não chorar. Ou chorar para não rir? Creio que não vale chorar pelas aguas passadas...mesmo que ela reflita, em dados momentos, o interior de nossas cavernas, o pior que já vivestes.Creio que vale a pena buscar novos prazeres e viver por eles.Sou eu apenas um zumbi que se alimenta de prazeres?Bom,não sei...mas alguns vivem por uma possibilidade de pós-vida em um mundo,no momento, imaginário.Acho que to bem.

Por Lucas Stanzani



About this blog

Blog formado por estudantes abordando temas culturais como cinema, filosofia, música, tecnologia, arte, etc.

Labels

Que tipo de posts mais te interessa ?

Que tipo de filme você mais gosta ?

Search

Blog archive

Google+ Badge

Popular Posts

Ocorreu um erro neste gadget

Blog Archive