Filme de 2007,dirigido por Cláudio Assis, com Caio Blat e Matheus Nachtergaele, ganhou o festival dos filmes de Brasília.
Devo avisar que esse filme é mais um daqueles filmes brasileiros que merecem ser postados aqui no meu blog, porém, diferente dos outros filmes que posto aqui, esse filme é ''pesado'', quando digo pesado quero dizer que contém cenas fortes.
Em uma cidade desconhecida , próximo à Recife, um senhor cuida da sua neta e ganha dinheiro com ela, vendendo o corpo dela, o problema é que ela tem 16 anos de idade e todos os homens, ou quase todos, os homens da cidade não tem senso nenhum sobre as mulheres. Como o nome prórpio diz, o ser humano pode ser uma besta às vezes, ou quase sempre, não respeitando as mulheres, os animais, em suma, não respeitando nada.
Esse filme extremamente pesado e dramático, deve ser visto, para que você tenha consciência da realidade do nordeste, acredito eu que o filme ainda não é tão real, em outras palavras, possivelmente, a situação deve ser pior.

The Strokes. Uma das bandas que mais gosto, mais me influenciaram e mais criativas, que na minha opinião revolucionaram o rock mundial.

Então.
Geralmente não escrevo posts seguidos... para deixar o pessoal ler e comentar (que nunca acontece... hahahahah :D), mas desta vez vi um video tão lindo, tão motivacional (essa palavra? acho que não mas fmz) de umas das músicas mais incríveis e tocantes deles.
Tal música que por um acaso é um b-side se não me engano...
Bom chega de nhem-nhem-nhem.
Com vocês: The Strokes!

there are worse things than            existem coisas piores que
 being alone                           estar sozinho
 but it often takes decades            mas geralmente levam décadas
 to realize this                       para perceber isso
and most often                         e geralmente
when you do                            quando se percebe
it's too late                          é tarde demais
and there's nothing worse              e não tem nada pior
than                                   do que
too late.                              tarde demais


Born Like This é um fantástico documentário, sobre o incrível poeta e escritor Henry Charles Bukowski. Que ainda não leu nada dele, o fez lá em cima :)
Esse poeta/escritor representa muito para a literatura, não só americana como mundial.
Sua escrita é importante por caracterizar bem a sociedade que viveu (que se transformava muito devido á tecnologia e etc). Diziam que ele "não tinha tempo para metáforas e essas merdas" e que simplesmente dizia o que precisava, que era tirar da mente das pessoas o "sonho americano" e des-disneyficar o pensamento de todos (ele odiava o Mickey).
O documentário é com certeza sensacional para se assistir (não não porra... pra ler dããã).

Dinosauria, We Born like this Into this As the chalk faces smile As Mrs. Death laughs As the elevators break As political landscapes dissolve As the supermarket bag boy holds a college degree As the oily fish spit out their oily prey As the sun is masked We are Born like this Into this Into these carefully mad wars Into the sight of broken factory windows of emptiness Into bars where people no longer speak to each other Into fist fights that end as shootings and knifings Born into this Into hospitals which are so expensive that it's cheaper to die Into lawyers who charge so much it's cheaper to plead guilty Into a country where the jails are full and the madhouses closed Into a place where the masses elevate fools into rich heroes Born into this Walking and living through this Dying because of this Muted because of this Castrated Debauched Disinherited Because of this Fooled by this Used by this Pissed on by this Made crazy and sick by this Made violent Made inhuman By this The heart is blackened The fingers reach for the throat The gun The knife The bomb The fingers reach toward an unresponsive god The fingers reach for the bottle The pill The powder We are born into this sorrowful deadliness We are born into a government 60 years in debt That soon will be unable to even pay the interest on that debt And the banks will burn Money will be useless There will be open and unpunished murder in the streets It will be guns and roving mobs Land will be useless Food will become a diminishing return Nuclear power will be taken over by the many Explosions will continually shake the earth Radiated robot men will stalk each other The rich and the chosen will watch from space platforms Dante's Inferno will be made to look like a children's playground The sun will not be seen and it will always be night Trees will die All vegetation will die Radiated men will eat the flesh of radiated men The sea will be poisoned The lakes and rivers will vanish Rain will be the new gold The rotting bodies of men and animals will stink in the dark wind The last few survivors will be overtaken by new and hideous diseases And the space platforms will be destroyed by attrition The petering out of supplies The natural effect of general decay And there will be the most beautiful silence never heard Born out of that. The sun still hidden there Awaiting the next chapter.
(o poema do post anterior também é dele)

há um pássaro azul no meu coração

que quer sair

mas eu sou demasiado duro para ele,

e digo, fica aí dentro,

não vou deixar

ninguém ver-te.

há um pássaro azul no meu coração

que quer sair

mas eu despejo whisky para cima dele

e inalo fumo de cigarros

e as putas e os empregados de bar

e os funcionários da mercearia

nunca saberão

que ele se encontra

lá dentro.

há um pássaro azul no meu coração

que quer sair

mas eu sou demasiado duro para ele,

e digo, fica escondido,

queres arruinar-me?

queres foder-me o

meu trabalho?

queres arruinar

as minhas vendas de livros

na Europa?

há um pássaro azul no meu coração

que quer sair

mas eu sou demasiado esperto,

só o deixo sair à noite

por vezes

quando todos estão a dormir.

digo-lhe, eu sei que estás aí,

por isso

não estejas triste.

depois,

coloco-o de volta,

mas ele canta um pouco lá dentro,

não o deixei morrer de todo

e dormimos juntos

assim

com o nosso

pacto secreto

e é bom o suficiente

para fazer um homem chorar,

mas eu não choro,

e você?

About this blog

Blog formado por estudantes abordando temas culturais como cinema, filosofia, música, tecnologia, arte, etc.

Labels

Que tipo de posts mais te interessa ?

Que tipo de filme você mais gosta ?

Search

Blog archive

Google+ Badge

Popular Posts

Ocorreu um erro neste gadget

Blog Archive