Enter the void(2009) é um filme de Gaspar Noé (mesmo diretor de "Irreversível). O filme é francês, mas a maioria das cenas foram feitas no Japão.

Gaspar Noé é um diretor francês intelectualizado, elaborou um dos filmes mais pertubantes que é "Irrerversível", agora na sua recente obra "Enter the void", Gaspar deixou de lado a pertubação pra ir para uma "viajem" à respeito da morte. Enter the void é um filme experimental, trata de indagações humanas, religião, morte, amor, sexo, traumas e drogas. Não afirmo que seja uma crítica à alguma coisa, mas sim experimentação cinemática.

A experiência de assistir esse filme já é uma "viajem", em palavras mais formais, surreal. O filme tem vários detalhes que chamam atenção, desde o roteiro, as imagens, as falas, os personagens, enredo... então vamos por partes.

O enrendo/roteiro do filme é interessante, mas um cético irá provavelmente discordar. Acho interessante a visão do diretor à respeito dos temas abordados no filme, mas confesso que tenho minhas dúvidas( À respeito da vida após a morte).
A filmagem do filme é realista. Cenas em primeira pessoa são raras no cinema, sempre vemos cenas em terceira pessoa. Isso é um destaque não tão inovador, mas um detalhe que faz a diferença.
Frases de filosofia são interessantes em filmes, e algumas vezes, pequenas frases como de alguns filmes(Oldboy, clube da luta, Into the wild) fazem também a diferença. Pois é, Enter the void é cheio de intrigantes frases...
Quanto aos atores, acredito que Gaspar poderia ter escolhido melhores atores...
Uma coisa que chama atenção no filme são as imagens, ela são em resumo, pertubantes, muita luz, muita cor com efeitos irritantes. (Epiléticos não devem ver esse filme.)

Também é um filme relativamente parecido com Trainspotting, não na questão dramática, mas sim em relação as drogas.

Não é um filme para se ver com a parceira(o), com a namorada(o), apesar do drama.

Estilo: "psychedelic melodrama"

Por fim concluo: Muitas cenas de sexo e drogas não fazem você se prender nesse filme, pois, é um filme que tudo acontece lentamente, como se fosse a realidade, apesar da questão surreal, é preciso muita paciência para aguentar 2:35:11 de filme.

Filme digno de cinemacultura.com e caféfilosofia.


Sinopse:O filme conta a história de Oscar e sua irmã. Numa trama não-linear, o filme é elaborado à partir de eventos caracterizados pela morte, drogas e sexo,baseando a história de Oscar, de toda sua vida.
Trailers

1 comentários:

Esse filme é uma releitura do "bardo thödol", o "Livro Tibetano dos Mortos"..
É a interpretação contemporânea do Gaspard Noé da viagem dos mortos.
Um filme mt bem dirigido e de fato, com carater extremamente psicodelico. Mas sem dúvida foi um dos melhores filmes que já vi!

About this blog

Blog formado por estudantes abordando temas culturais como cinema, filosofia, música, tecnologia, arte, etc.

Labels

Que tipo de posts mais te interessa ?

Que tipo de filme você mais gosta ?

Search

Blog archive

Google+ Badge

Popular Posts

Ocorreu um erro neste gadget

Blog Archive