Acredito que esse seja o primeiro post realmente cientifico do blog, nesse post tentarei expor alguns conhecimentos meus sobre filosofia, e tentarei deixar de um jeito mais simples de entender, considere um aula de filosofia (fiz um curso de filosofia no ensino médio)

Antes de mais nada, queria dedicar esse post ao Guilherme, pois, mesmo ele não estudando filosofia, ele é um filosofo por natureza e também dedicarei à Sabrina devido a ser uma aspirante a filosofia.

Parte 1
Definição:

Definir filosofia é algo complicado, são várias definições ao longo da história do homem, mas aviso de imediato, para entender filosofia é preciso viver ela.
Em primeiro lugar, a palavra filosofia vem do grego Philo-Shofia, que significa ''amor à sabedoria'' e essa definição simples foi muito utilizada pelos pré-socráticos.

Platão, um grande filosofo, poeta, com suas teorias ''mito da caverna'', entre outras teorias, afirma que espíritos na verdade flutuavam em outro mundo, um mundo transcendente, mundo das ideias, ao qual, conheciam toda a verdade, tinham conhecimento da verdade absoluta.Mas,por ora, deram vida ao homem e esqueceram toda a verdade, e por isso, o homem teria que ''lutar'' para o conhecimento da verdade. O que posso definir é que Platão divide a filosofia em Doxo(opinião) e Episteme(saber reflexivo, racional), que seria a diferença entre ciência e simples opinião, em outras palavras ele surge com o termo ''dialética'', na verdade dialética seria um metódo filosófico, um metódo para chegar ao conhecimento(autodiscussão, tese, antítese)

Com a chegada de Aristotoles, surge a divisão da filosofia: Ética, física, metafisica, lógica. Porém, ainda sim filosofia era um sinonimo de sabedoria racional em geral.

Na idade média e Idade moderna, o termo filosofia muda completamente, o que era um termo vasto e amplo, acaba sendo dividido em matématica, história, física, química que antes eram consideradas partes da filosofia se desintegram da filosofia, pois, todas as ''matérias'' que foram retiradas da filosofia eram estudos, sabedorias de um um objeto em particular, e o que sobrou era filosofia, um estudo de um objeto, de algo mais amplo, não tão particular.
Então temos que por definição historica a filosofia é a ciência dos objetos do ponto de vista da totalidade, universal.

Mas mesmo assim, a filosofia acaba se dividindo em geral em duas: Ontologia (estudo do ser, teoria do ser, ou teoria do nada, teoria do objeto) e a Gnoseologia (teoria do conhecimento, do saber), mas vale lembrar que do ''tronco'' da filosofia ainda temos a Estética, a lógica, a ética, psicologia e sociologia.

Você deve estar se perguntando, ''Pow, Ogata seu burro, você não falou ai em cima que a filosofia é algo de estudo universal ?, então porque temos a sociologia que pega apenas um objeto, ou a estética que apenas a beleza ?''
Então eu respondo: esses ramos da filosofia ainda sim utilizam algo de gravidade plana fora do contexto delas mesmas, ou seja, apesar da filosofia pegar um objeto cogitável em geral, a ética que não trata de todo objeto cogitável em geral, mas somente da ação humana é ainda um estudo vasto que utiliza outras areas, e por isso tende algum dia sair da definição moderna de filosofia. A psicologia por exemplo, muitos dizem que não é mais um ramo da filosofia, pois trata de um objeto não vasto e não cogitável em geral, mas outros dizem que ainda falta muito para que se torne uma ciência como a matemática.

Parte 2:
Metodologia da filosofia

Bom, se você quer aprender a filosofar, ou chegar ao conhecimento, como então faria pra filosofar ? apenas pensar ? Eu responderia que sim, mas a historia da filosofia nos fala que na verdade existem diversas formas de pensar.

Bom, para se tornar um filosofo, em primeiro lugar você se tornar uma criança, admirar tudo a sua volta, ser um admirador curioso.

O primeiro metodo filosófico, o chamado ''Maiêutica'', do nosso querido Sócrates, apenas constituía em duvidar de tudo, perguntar tudo. Dizia em um texto de Platão que Sócrates andava com crianças e mulheres, fazendo todo tipo de pergunta (o que é o ser ? quem existe ? o que é a vida?).
Platão vem em seguida com seu metodo dialético de filosofar, ou seja, você constroi um pensamento e vai aperfeiçoado até chegar na verdade, em outras palavras, criando teses e sendo criticados com antiteses, a chamada dialética.
Aristotoles surge com o metodo um pouco diferente, mas muito utilizado na matématica, a lógica, que é um caminho sucessivo de vários pensamentos onde por final tem-se uma conclusão (Vale lembrar que todos esses metodos gregos eram de pura intuição)

Depois dos gregos, surge Descartes.
Saimos do mundo transcendetal de Platão, para entrarmos no mundo imanente, um mundo segundo Descartes era real e teriamos que usar metódos para chegarmos a verdade, buscando nossas próprias metodologias e dividindo os problemas em partes. (Descartes via o mundo como uma distorção confusa e por isso teriamos que acharmos a verdade para conseguir voltar a realidade do mundo, ou seja, um metodo pré-intuitivo)

Os alemãos, vem com um metodo filosofico que uniria os dois,o modelo grego e o modelo cartesiano, ou em outras palavras a intuição intelectual e o metodo discursivo.

Mas pera, o que é intuição? Intuição é a na verdade, qualquer forma de se chegar no conhecimento, o que na verdade é simplesmente pensar!

A metodologia atual nos põe no metodo discursivo e intuitivo, sendo o intuitivo o mais importante. O metodo discursivo, nada mais é, do que a aquele que é indireto para se chegar no conhecimento, atraves de esforços sucessivos, o metodo intuitivo é o direto, ao qual temos a intuição emotiva, espiritual, intelectual, volitiva, sensível.

(intuição intelectual: ver o que é, o que atua; Intuição Emotiva: ver o que vale; a volutiva: ver por trás do que é e o do que vale)

(se quiserem, procurem por intuição de Husserl, Bergson)

Parte 3:
ONTOLOGIA

A ontologia basicamente é a teoria do ser, ela irá se dividir em metáfisica e a teoria do objeto
Metafisica é o estudo do que é por si só, ou do que existe, ou melhor dizendo e confundindo vocês, ''Quem existe ?''

A ontologia ainda estuda as seguintes perguntas :
O que é ser, ou, quem é ser ?
Quem existe? (metafisica)
Qual é a conscistência disso ? (Teoria do objeto, dá ramos na quimica, fisica, economia, sociologia)

Algumas perguntas não existem respostas, como : o que é ser ?
nenhum filosofo conseguiu responder isso, pois é uma pergunta vasta, e se formos pensar não faz mesmo sentido
agora pensamos, o que é existir ? concerteza, cada um sabe a resposta.
Quem é o ser em si é a chamada metafisica de qual tanto gosto

Bom, isso foi um esboço da filosofia, muito, mas muito, resumido, mas que ai está a dica, se você gosta de filosofia procure saber mais, pois é a história do pensamento humano.

(Peço sinceras desculpas pela meus erros de português e devo lembrar que um dos filosofos mais esquecidos e mais importantes que deu muita influência para Platão foi Parmênides, criador do principio da indentidade, o ser e o não ser)

Agora, pra você, o que é existir ?


(E só mais uma curiosidade, todo esse conceito, essa definição de filosofia,a arte de definir, eu agradeço a Socrates, pois sem ele, nada seria definido) Socrates- Criador da ''definição'', logos.


Só sei que nada sei.

4 comentários:

Puts, o foda é que, quando se é filósofo vc aprende a defender vários pontos de vista, e sua visão depende muito de sua vontade.
Seria existir no ponto de vista do existencialismo,que tem uma visão extremamente pessimista, ou algo mais natural e lindo provindo "Penso, logo existo" de Descartes?
Creio que a dualidade do universo está presente em tudo, mas que tal dualidade também oscila para singularidade, para manter o equilíbrio do mesmo universo.
Partindo daí, existir é um dadivoso aprisionamento.
Existir...

Posso discursar mtos paragrafos

Descartes na verdade pegou a metafisica que ninguem mais conseguia explicar e buscou o outro lado da moeda: a epistemologia, buscou na teoria do conhecimento explicar a metafisica, e logo chegou a resposta do existir:
Penso, logo existo.

e qual sua opinião djow?

Minha doxia talvez seja meio niilista, existir pra mim é ser tudo e nada ao mesmo tempo. Pois, o que é ser? Não temos reposta a isso, mas podemos dizer que cada um tem uma opinião diferente do que é existir e não posso descordar que todas estejam no ambito pessoal, corretas.

About this blog

Blog formado por estudantes abordando temas culturais como cinema, filosofia, música, tecnologia, arte, etc.

Labels

Que tipo de posts mais te interessa ?

Que tipo de filme você mais gosta ?

Search

Blog archive

Google+ Badge

Popular Posts

Ocorreu um erro neste gadget

Blog Archive