Grandes Voltas


O sistema inteiro em que vivemos perfura a idéia de que somos impotentes, fracos, que a sociedade é má, errada, cheia de crime, que Deus não existe ( ou que existe fortemente) e daí por diante.

É tudo uma grande mentira. Somos poderosos, lindos e extraordinários. Não há nenhuma razão para não percebermos quem realmente nós somos e para onde vamos. Não há nenhuma razão para um indivíduo normal não ser realmente forte. Nós somos seres extremamente poderosos.

“Passei boa parte da minha vida (arrisco dizer toda a vida), como qualquer pessoa, tentando ser alguma coisa. Tentava ser bom nas coisas, basquete, ir bem nas matérias da escola, tirar notas boas. Tudo nessa perspectiva. Eu podia não ser o cara bonitão, o playboy pegador, mas se eu fosse bem nas coisas... Mas aí que as coisas estão erradas. É exatamente o contrário que devemos fazer. Deveria tentar no fundo saber quem realmente eu era.”

Na nossa cultura, fomos treinados para que seres individuais se destacassem. Olhamos para uma pessoa e naquele momento já percebemos se é mais esperta, mais burra, mais velha, mais nova, mais rica, mais pobre, e fazemos todas essas distinções dimensionais, colocamos em categorias e à tratamos daquele jeito. E assim chegamos a um ponto em que só se vê os outros separados de nós, separados na categoria deles. Agora uma das características da experiência, da sabedoria, é estar com outra pessoa e de repente ver os jeitos que elas são como nós e não diferente de nós, e então notar que o que é essência em mim é essência no outro, é tudo uma coisa só. Sabedoria é compreender que não há um outro, há apenas um só,

Eu não nasci Guilherme Marthe, nasci apenas um ser humano. E só depois aprendi essa história de quem sou eu, bom ou mau, vou conseguir ou não. Tudo isso é aprendido no caminho.

When the Power of Love overcomes the Love of power, the world will know peace. (Jimi Hendrix)

A vida é como uma volta numa montanha russa. Quando está nele acha tudo lindo, divertido e acha que tudo é real. Isso devido á quão poderosas são nossas mentes. Nessa volta existem altos e baixos, curvas perigosas, emoções á flor da pele. Você olha e vê tudo borrado devido a velocidade, corres vivas e brilhos intensos, mais fortes emoções. Tem muito barulho, e é super divertido por um tempo.

Assim, alguns que viajam a mais tempo começam questionar: Será que isso tudo é real, ou será que é só uma voltinha? E assim algumas pessoas nos lembram viram para nós e nos dizem:

“Relaxa cara, é só uma voltinha! Não é pra ficar com medo, nunca! Porque tudo é só uma voltinha!!”

E nós matamos essas pessoas! (Lennon, Gandhi, Hendrix, Morrison, Luther King)

“Cala a boca desse idiota!!! Eu investi muito nessa voltinha, nessa viajem. Cala a boca dele!! Olha como eu estou estressado, olha a minha conta bancária, olha a minha família!!! Tudo isso TEM que ser real!!”

É só uma voltinha.

Mas já reparou que nós tentamos matar essas pessoas que nos dizem que tudo é uma voltinha. Deixamos seus próprios demônios acabarem com elas.

Mas lembrem-se que é só uma voltinha. E podemos mudá-la quando quisermos.

É apenas uma escolha.

Sem esforço, sem trabalho, sem profissão, sem poupanças, sem economias.

Só uma escolha agora mesmo.

Entre o medo,

E o amor.


3 comentários:

Entendo perfeitamente o que você diz e concordo.
Mas compreendo que a vida é de altos e baixos. E os baixos não podem ser jogado de lado, e sim aproveitados da melhor maneira possível. Uma ideia clara e objetiva de que aprendemos e fortalecemos com nossos erros.
Apesar de seu texto ser otimista demais, eu gostei.
o fato que me deixou contente é que você fez um post em resposta e que deixa mais claro e evidencia de fato que o pessimismo e o ''mal'' do ser humano pode ser superado. Em outras palavras, deixo do ser pessimista, negativista e passo a ser mais realista. Não otimista como se tudo na vida fosse dar certo, mas, encarando os fatos.
Não criei esse post por que fui mal na prova, mas por que entendo que o significado da vida não é simplesmente uma prova, uma coisa que ''mede'' as pessoas...

Pra deixar claro que o que eu disse no meu post, não é algo somente referente a perdedores e ganhadores, mas sim a vida.

É eu mandei ver no otimismo...

Mas sim eu entendi e vi que não tinha muito a ver com a prova em si, o máximo que ela fez foi faiscar todas essas suas idéias que vc escreveu la no outro texto.

Não sou tão otimista quanto escrevi, não acho todo mundo lindo e extraordinário não. foi só uma contraposição ao que vc escreveu.
Mas acredito que a vida é apenas uma volta, isso com certeza.

Otimismo demais é papo de ativista... e todo mundo sabe que papo de ativista é chato demais.

por isso tento ser eu...

vo tentar ler satre ou algo mais existencialista pra agregar mais ideias...


mas papo de ativista e ambientalista é chato pa caralho.

mas é só uma voltinha...


e



felicidades!!

Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro hehe...
não acha ?

e meu eu acho que nunca existiu uma grande inteligência sem uma veia de loucura, então, estamos meio loucos.. hahaha
ou não

About this blog

Blog formado por estudantes abordando temas culturais como cinema, filosofia, música, tecnologia, arte, etc.

Labels

Que tipo de posts mais te interessa ?

Que tipo de filme você mais gosta ?

Search

Blog archive

Google+ Badge

Popular Posts

Ocorreu um erro neste gadget

Blog Archive