Você já estava em uma conversa, ou até mesmo falando sozinho e de repente estranhou a própria voz? Estava simplesmente pensando em algo e sua voz era diferente, não natural?

O grande problema de tudo é que na tentativa de irmos contra a hipocrisia e as inverdades universais acabamos nos perdendo em todas as nossas idéias e em vez de fluirmos no rio dos pensamentos de Hegel acabamos sendo jogados para a margem dele. Assim nosso estagnado pensamento não passa de letras no papel e peso em nossas consciências.

Lógico que a idéia ir para a margem do rio é bem melhor que afundar para o leito desse rio, como acontece com os conservadores e velhos com a cabeça antiga. Mas como o difícil é manter-se na superfície e contemplar o milagre do tudo de acordo com o fluxo do rio estou com medo de ir para a margem.

Talvez seja impossível ficar na superfície por muito tempo. A falha do leigo e a falha do filósofo são idênticas, ambos cegos, um por escuridão e o outro por luz. Mas ambos cegos.

Ainda falta muito para o mar. Muito. Mas queria encontrá-lo. E ver cada centímetro desse caminho. E dar minhas contribuições para acelerar a corrente.

Por isso deve se tomar cuidado quando sua voz lhe soa estanha. É sinal de que, ou está afundando ou está mais próximo da margem, e ambos indicam que seus pensamentos não são mais naturais.



pode começa ogata...

1 comentários:

Ah... não consigo pensar em nada para discutir essa sua ''tese'', talvez até por que não tenha o que discutir, talvez, por que eu concorde ?
na verdade talvez não o que concodar..
pois simplesmente é

About this blog

Blog formado por estudantes abordando temas culturais como cinema, filosofia, música, tecnologia, arte, etc.

Labels

Que tipo de posts mais te interessa ?

Que tipo de filme você mais gosta ?

Search

Blog archive

Google+ Badge

Popular Posts

Ocorreu um erro neste gadget

Blog Archive